O jornalista Enrique Martínez de La Región publica um bom resumo da história da guitarra em Ourense.
Começam a sair os frutos da guitarra na Galiza. Feliz ano 2021, boas e tranquilas entradas!
 
 
 

Avelina Valladares (Vilancosta, 1825-1902) foi a protagonista dum novo programa de rádio. Desta volta foi A Nova Realidade, programa da Rádio "A xente de Teo" dirigido por Iván Tourís Fresco, que queria saber mais sobre a cantora da Ulha. Aí falamos sobre o contexto familiar, social e geográfico de Avelina, a sua produção musical e literária e uma proposta para o Dia das Letras Galegas da RAG. Proposta que, esperamos, ouça o mais popular e feminista Dia das Galegas nas Letras, organizado pela SEGA para o reconhecimento de Avelina Valladares como alicerce da cultura galega.

Entrevista no min. 60:05:

 

 

Uma das reflexões que me acompanharam durante os três anos de redação da tese foi ver que todas as experiências que eu tinha a respeito da sociedade, da política e do Ser galego vieram não somente a iluminar alguns aspetos, mas a explicar de modo exato os documentos guitarrísticos que íam aparecendo nas pesquisas. Assim, percebi que a história da guitarra não era diferente da história geral da Galiza, mas oferecia um ponto de vista novo que fornecia mais informações, esclarecia alguns elementos e formulava novas hipóteses a serem avaliadas pel@s historiador@s galeg@s. Por exemplo, o conceito da música galego-portuguesa na Idade Média, a continuidade musical nos denominados ‘Séculos Escuros’ que na música não são tais, a relação das antigas e novas elites na sociedade galega de início do século XIX, ou a análise do mito da guitarra ‘espanhola’ criado no último terço desse século, durante a etapa canovista do Reino da Espanha e os seus efeitos na sociedade galega que se detetam e mesmo incrementam durante o século XX, devido ao processo traumático do nacionalismo espanhol e a posterior convalescência atualmente ainda não superada. São processos históricos que a humilde guitarra consegue explicar desde a análise das suas evidências. 

Leia o resto da entrevista aqui. 

 

 

 

 

O CD gravado em 2014, com patrocínio do Governo Regional da Madeira, a conter uma seleção da música para guitarra do s. XIX sai de novo à venda na LOJA DO CONSERVATÓRIO, 2€.

 

Amostra de áudios

Dossiê e mais informações sobre o disco

 

 

 

24 de março de 2020 -> CANCELADO POR COVID-19 

12:30h Mulheres guitarristas galegas (conferência e recital)

IES Universidade Laboral (Culheredo, Galiza)

 

2, 4 e 5 de abril de 2020 -> CANCELADO POR COVID-19 

Recitais dias 2 e 4: Música galega para guitarra

Comunicação dia 5: Três mulheres guitarristas galegas

33º Colóquio da Lusofonia em Belmonte